Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, e de Lojas de Conveniência, e de Empresas de Lava-Rápido e de Empresas de Estacionamento de Santos e Região – Sindicombustíveis Resan.

PostoAumenta participação do etanol na matriz veicular

AGO 17, 2015

Segundo Anuário da Revenda de Combustíveis 2015, publicação recém lançada pela Fecombustíveis, volume de etanol cresceu 12,3% só no ano passado, no Brasil.

A matriz veicular nacional continua tendo o diesel na liderança, com 46,3% de participação no mercado; e a gasolina em segundo lugar, com 33,1%. Os dados se referem ao mercado de combustíveis em 2014, segundo o Relatório Anual da Revenda de Combustíveis 2015, publicação recém lançada pela Fecombustíveis. O etanol teve mais um ano de forte participação na matriz veicular.

O crescimento total do etanol (anidro e hidratado) correspondeu a 12,3% em relação a 2013. Foram consumidos ao longo de 2014, 11 milhões de metros cúbicos de etanol anidro (usado na mistura da gasolina) e 12,9 milhões de metros cúbicos de hidratado (que vai no tanque dos veículos flex).

No caso do anidro, atribui-se o crescimento ao aumento da mistura de 20% para 25% do produto na gasolina, a partir de maio de 2013, o que continuou a impactar as vendas do ano passado9.

Já a elevação do hidratado reflete o crescimento do mercado aliado à melhora das informações declaratórias das distribuidoras de etanol à ANP. Essa é uma questão antiga que esbarra nas fraudes e sonegação de impostos que afetam o mercado  de etanol.

Segundo a análise da Fecombustíveis, a situação melhorou a partir da atuação da ANP. Com isso, os números sobre as vendas em 2014 estão amis próximos da realidade. “Em anos anteriores, a diferença de dados chegou a omitir mais de 1 milhão de metros cúbicos das vendas de etanol hidratado”, diz o relatório da Federação.

Fonte: Anuário 2015 da Fecombustíveis


Comentários

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas