Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, e de Lojas de Conveniência, e de Empresas de Lava-Rápido e de Empresas de Estacionamento de Santos e Região – Sindicombustíveis Resan.

GasolinaGasolina fica 3% mais barata nos postos, após corte nos preços da Petrobras


Os preços da gasolina caíram nos postos, segundo pesquisa da ANP, poucos dias depois de a Petrobras anunciar uma redução no preço do combustível. O preço médio do combustível nesta semana, iniciada em 17 de julho, ficou em R$ 5,89 por litro no Brasil, o que representa uma queda de quase 3%.

JUL 25, 2022

Fonte: Extra

Pela quarta semana seguida, os preços da gasolina caíram nos postos, segundo pesquisa da Agência Nacional de Petróleo (ANP), poucos dias depois de a Petrobras anunciar uma redução no preço do combustível.

O preço médio do combustível nesta semana, iniciada em 17 de julho, ficou em R$ 5,89 por litro no Brasil, o que representa uma queda de quase 3% em relação aos R$ 6,07 da semana passada.

Esse é o o menor valor desde julho do ano passado, quando o preço médio do mês ficou em R$ 5,80 por litro, segundo a ANP.

A redução é reflexo do corte de 4,9% no preço do litro nas refinarias para as distribuidoras, anunciado na última terça-feira pela Petrobras.

O diesel, que não teve o valor alterado para as distribuidoras pela estatal, também apresentou uma leve queda nas bombas. O preço baixou de R$ 7,48 para R$ 7,44.

James Thorp Neto, presidente da Fecombustíveis, destaca que a Petrobras reduziu em R$ 0,20 o valor da gasolina pura, tipo A, que é diferente da comprada pelo consumidor. Esse é o preço pago pelas distribuidoras.

O combustível que abastece carros e motos é a chamada gasolina C, que inclui em sua fórmula 27% de etanol anidro, o que justifica a redução de preço menor nas bombas.

Além disso, o presidente da entidade que reúne postos de combustíveis, afirma que, para compor os preços, os revendedores ainda consideram os custos e as margens de comercialização.

— Os preços dos combustíveis são livres no Brasil, portanto a decisão de redução de preços da gasolina depende de cada revendedor — explica Neto: — Não temos como estimar com precisão os repasses. Entretanto, torcemos para que os preços da gasolina continuem a cair.


Comentários

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas