Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, e de Lojas de Conveniência, e de Empresas de Lava-Rápido e de Empresas de Estacionamento de Santos e Região – Sindicombustíveis Resan.

NotíciaCertificação digital em tempos de pandemia


O distanciamento social afetou empresas em todo o País, que tiveram que adaptar rotinas de trabalho e passaram também a cumprir compromissos a distância. Agora, com grande parte de transações comerciais sendo feitas pela internet, torna-se cada vez mais importante a certificação digital.

ABR 30, 2021

Matéria publicada na edição de março de 2021 da Revista Postos & Serviços

A imposição de normas mais restritivas de distanciamento social devido à pandemia afetou empresas em todo o País, que tiveram que adaptar rotinas de trabalho e passaram também a cumprir seus compromissos a distância.

Agora, com grande parte de transações comerciais sendo feitas pela internet, torna-se cada vez mais importante a certificação digital.

“O certificado digital é um documento obrigatório para as empresas se comunicarem com o governo, pois é a maneira através da qual a empresa se identifica, via internet, ao enviar as obrigações contábeis, e-social e demais obrigações junto ao governo”, explica Thiago de Oliveira Castro, proprietário da A.R. Oppus, autoridade de registro conveniada ao Resan para a emissão de certificados digitais.

Durante esse período de pandemia, as validações para emissão do documento, que antes eram feitas apenas presencialmente, agora podem ser realizadas por delivery ou videoconferência. Os associados do Resan têm 10% de desconto para a validação de qualquer certificado digital, seja para pessoa física ou jurídica.

“Como a certificação é essencial, não paramos de trabalhar durante a pandemia e tivemos que nos adaptar à nova realidade, tomando todos os cuidados necessários para nossos colaboradores e clientes. A grande adaptação para essa fase foi a regulamentação do atendimento por videoconferência para as validações dos certificados digitais. Com essa modalidade de validação, podemos fazer o atendimento em qualquer lugar do planeta com acesso à internet a qualquer momento”, conta ele.

Castro explica que a validação por videoconferência pode ser feita para todos que tenham Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou cadastro biométrico na base de dados. Para saber se possuem o cadastro, basta entrar em contato com a certificadora através de um dos canais disponíveis no site www. aroppus.com.br ou pelo WhatsApp (13) 99685- 6080.

De acordo com a necessidade da empresa, o cliente pode escolher a validade do certificado (que varia de 1 a 5 anos) e também se será armazenado em cartão, token ou no computador. Segundo o proprietário da A.R. Oppus, o certificado digital mais procurado pelos clientes é o modelo A1, válido por 1 ano e armazenado no computador.

“Dentre os benefícios do certificado digital, primeiro está a questão de segurança. Um exemplo clássico é a possibilidade de a empresa monitorar a emissão de notas ficais emitidas de outras empresas para o seu CNPJ, pois através do certificado digital é possível saber quem está emitindo uma nota para outro CNPJ. Com isso, podemos evitar problemas de fraudes contra o CNPJ, principalmente no setor financeiro. Outra vantagem é a diminuição da emissão e manuseio de papéis de um modo geral. Quanto à emissão de notas ficais, não é mais necessária a confecção de talões de notas, bem como a guarde de notas ficais físicas, visto que as mesmas transitam na esfera eletrônica”, conta Castro.

“Com o certificado digital conseguimos assinar documentos eletronicamente, através de nosso portal de assinaturas, com validade jurídica, em qualquer parte do planeta com acesso à internet. Então, muitos documentos do dia a dia das empresas, como contratos com clientes, documentos de RH com os colaboradores, contratos de locações, e outros documentos podem ser assinados sem um documento físico impresso. Esse documento pode ser assinado eletronicamente com validade jurídica, sem emissão de papel e a guarda feita do arquivo eletrônico”, conclui ele.


Comentários

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas