Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, e de Lojas de Conveniência, e de Empresas de Lava-Rápido e de Empresas de Estacionamento de Santos e Região – Sindicombustíveis Resan.

CombustíveisGasolina e etanol chegam a registrar 17 por cento de variação nos preços em 2020, aponta Ticket Log


As análises do fechamento de setembro do Índice de Preços Ticket Log revelam que a gasolina e o etanol registraram 17% de variação nos preços entre os estados brasileiros, ao longo do ano.

OUT 6, 2020

Fonte: PortoGente

As análises do fechamento de setembro do Índice de Preços Ticket Log (IPTL) revelam que a gasolina e o etanol registraram 17% de variação nos preços entre os estados brasileiros, ao longo do ano. A gasolina, vendida a R$ 4,718 em janeiro, mês que atingiu o seu pico no ano, recuou para R$ 4,005 em maio, período que registrou o seu menor valor. Em setembro, o combustível registrou média de R$ 4,548, apresentando um aumento de 2,3% com relação ao mês de agosto.

Já o etanol, atingiu o maior valor em fevereiro, quando registrou a média de R$ 3,757. Assim como a gasolina, o menor valor registrado para o etanol também foi no mês de maio, quando o combustível foi encontrado a R$ 3,206. Em setembro, o combustível apresentou o valor de R$ 3,505, um aumento de 1,7% com relação ao mês anterior.

No comparativo regional, o Centro-Oeste liderou com a gasolina mais cara do país, sendo encontrada a R$ 4,610. A região também figurou com o etanol mais barato, com o litro a R$ 3,109, mesmo concentrando a maior alta nacional para o combustível no período que foi de 4,12%. O etanol mais caro foi encontrado na Região Norte, com o valor a R$ 3,756. A Região Norte também apresentou os valores mais altos para o diesel e o diesel S-10, que fecharam em R$ 3,928 e R$ 3,962, respectivamente.

O gás natural veicular (GNV) apresentou o seu maior valor (R$ 3,397) na Região Norte e o menor (R$ 3,014) na Região Sudeste. O combustível foi o único que apresentou recuo frente ao mês de agosto - queda de 1,37%.

“Com a retomada das atividades, é possível notar um aumento no preço de quase todos os combustíveis. Salvo o GNV este mês, todos os outros combustíveis continuam com valores crescentes nas médias frente ao mês de agosto. O aumento chegou a 3% para o diesel e em 2,85% para o diesel S-10”, afirma Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Diesel chega a variar 17% no mês de setembro nos postos da Rodovia BR-101

Segundo o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), no levantamento da Rodovia BR-101, que compreende diversos estados do país, o diesel chegou a ter variação de 17%, apresentando valor médio para o litro de R$ 3,249 no Rio Grande do Sul, estado mais barato, e R$ 3,799 em São Paulo, estado que apresentou o valor mais caro para o combustível.

O diesel S-10 figurou com média de R$ 3,313, o valor mais barato da rodovia, no Rio Grande do Sul, e R$ 3,799, o valor mais caro encontrado, no estado de São Paulo.

Na Rodovia Régis Bittencourt, o trecho de São Paulo também lidera com o diesel mais caro se comparado aos postos do Paraná. Já na Rodovia Presidente Dutra e Fernão Dias, o trecho de São Paulo mantém as médias mais baixas não só para o diesel, como para todos os outros combustíveis.

“Na Dutra, em São Paulo estão as menores médias - R$ 3,427 para o diesel, R$ 4,220 para a gasolina e R$ 2,850 para o etanol. Já no trecho do Rio de Janeiro, figurou com as maiores para todos os combustíveis - R$ 3,606 para o diesel, R$ 4,919 para a gasolina e R$ 3,878 para o etanol. Na Fernão Dias, mais uma vez São Paulo liderou com os menores preços - R$ 3,397 para o diesel, R$ 2,753 para o etanol e R$ 4,233 para a gasolina. O estado de Minas Gerais apresentou os maiores valores para o litro ao longo da rodovia, R$ 3,543 para o diesel, R$ 3,050 para o etanol e R$ 4,650 para a gasolina”, sinaliza Pina.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantados com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais 25 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.


Comentários

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas