Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, e de Lojas de Conveniência, e de Empresas de Lava-Rápido e de Empresas de Estacionamento de Santos e Região – Sindicombustíveis Resan.

ANPANP aprova novo equipamento para detecção de metanol


O Centro de Pesquisas e Análises Tecnológicas da ANP reconheceu a eficácia de um novo equipamento para detectar a presença de metanol (substância tóxica) na gasolina e no etanol.

FEV 12, 2020

Fonte: Assessoria de imprensa da ANP
 

O Centro de Pesquisas e Análises Tecnológicas da ANP (CPT-ANP) reconheceu a eficácia de um novo equipamento para detectar a presença de metanol (substância tóxica) na gasolina e no etanol. A nova tecnologia atende à demanda das distribuidoras por um equipamento portátil, de fácil manuseio e com confiabilidade analítica para realizar a verificação exigida pela Resolução ANP nº 696/2017.

O equipamento foi desenvolvido a partir de metodologia que recebeu o aval da ANP em 2018 para análise indicativa de adulteração de gasolina e etanol por metanol, em campo. A tecnologia apresentada já havia sido testada por alguns potenciais usuários e consiste em um medidor colorimétrico que utiliza as mesmas reações prescritas na ISO 1388-8, com detecção por fotometria. Ela traz uma nova opção para as distribuidoras detectarem a presença de metanol, somando-se ao kit colorimétrico, que já era utilizado.

Em 2017, a ANP criou o Grupo Técnico (GT) “Avaliação de metodologias para análises em campo”, sob a coordenação do CPT-ANP com o objetivo de avaliar metodologias analíticas simples e confiáveis para realização de controle de qualidade em campo. O CPT continuará coordenando o GT para estimular o surgimento de novas metodologias que possam ser utilizadas principalmente por distribuidores e revendedores não restritas apenas à detecção de metanol.


Comentários

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas