Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, e de Lojas de Conveniência, e de Empresas de Lava-Rápido e de Empresas de Estacionamento de Santos e Região – Sindicombustíveis Resan.

DieselPetrobras cria mecanismo para preço do diesel

JAN 2, 2019

Às vésperas do fim do programa de subsídio ao óleo diesel, a Petrobras anunciou a criação de um mecanismo para estabilizar os preços do combustível nas refinarias por até sete dias.

O Globo
 

29/12/2018 – Às vésperas do fim do programa de subsídio ao óleo diesel, estabelecido em maio pelo governo para encerrara greve dos caminhoneiros, a Petrobras anunciou ontem a criação de um mecanismo para estabilizar os preços do combustível nas refinarias por até sete dias. A solução, facilitada pela queda do preço do petróleo, foi acerta dacoma e quipede transição, embora o plano do novo governo seja ir além. Pretende criar um mecanismo de amortecimento da alta do petróleo no mercado internacional. Segundo estimativas do especialista Adriano Pires, do Centro Brasileiro de InfraEstrutura (CBIE), o aumento do diesel com o fim do subsídio será da ordem de R$ 0,06 por litro, cerca de 3,3% em relação aos 1,808 cobrados em média hoje nas refinarias. O impacto será pequeno devido à baixa do preço internacional do barril, atualmente em torno de US$ 50. O mecanismo aprovado pela diretoria da Petrobras poucos dias antes do fim da política de subsídios ao diesel, em 31 de dezembro, é similar ao já adotado pela estatal para a gasolina, que estabiliza o preço em até 15 dias. Por meio de um hedge com contratos futuros de câmbio e combustível nos EUA, a estatal pode manter a cotação do produto estável nas refinarias por um período determinado. No entanto, informou a Petrobras, fica preservada apolítica de repassara os preços dos combustíveis as oscilações do câmbio e do mercado internacional. “A Petrobras escolherá os momentos em que aplicará o instrumento, considerando a análise de conjuntura, em cenários de elevada volatilidade do mercado. Não há, portanto, previsão de aplicação imediata e automática”, frisou a empresa em comunicado.

NOVO GOVERNO APROVA

A criação de um mecanismo para estabilizar os preços do diesel está em linha com o que defende a equipe econômica do presidente eleito, Jair Bolsonaro. Segundo interlocutores da equipe de transição, o novo me canismo é o primeiro passo de uma solução estrutural que está sendo costurada para evitara flutuação excessiva nos preços dos combustíveis no país— e dessa forma evitar protestos de caminhoneiros e queixas de motoristas. O assunto é tratado por técnicos do atual e do novo governo. O segundo passo da estratégia seria a criação de um “colchão” para amortecer o impacto das oscilações nos preços do petróleo internacional no mercado doméstico. Uma das ideias é utilizar um tributo regulatório, como a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), que subiria quando o petróleo cair e baixaria quando a cotação internacional ficar maior. —Essa medida (anunciada pela Petrobras) é um primeiro passo, mas não resolve a questão dos preços de forma estrutural. Enquanto não tiver um colchão e maior concorrência no setor, não há solução —disse uma fonte.


Comentários

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas