Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, e de Lojas de Conveniência, e de Empresas de Lava-Rápido e de Empresas de Estacionamento de Santos e Região – Sindicombustíveis Resan.

NotíciaPostos terão de provar repasse do diesel

JUN 8, 2018

A partir de segunda-feira (11), fiscais do Procon-Santos verificarão o cumprimento das normas.

O Procon-Santos pediu aos proprietários de postos de combustíveis da Cidade que apresentem e entreguem cópia das notas fiscais de compra e venda de combustíveis e gás de cozinha, a partir do dia anterior à greve dos caminhoneiros. Eles também devem informar os preços atuais e se a afixação dos valores do litro de álcool, diesel e gasolina em locais adequados, como totens e faixas, foi mantida ou restabelecida. As respostas, por ofício, devem ser enviadas até esta sexta-feira (8).

A notícia foi publicada no site do Jornal A Tribuna. No final da manhã desta quinta-feira (7), o coordenador do Procon local, Rafael Quaresma, se reuniu com a diretoria do Sindicombustíveis Resan para tirar dúvidas sobre as portarias do Ministério da Justiça que tratam da redução do preço do diesel e das diretrizes de fiscalização. “Expliquei que não há nenhum segredo. Até mesmo a afixação de uma folha A4 (de sulfite) ou uma cartolina na bomba com as informações mínimas exigidas pelas portarias é válida para deixar informado o consumidor”, destacou. 

A partir de segunda-feira (11), fiscais do Procon-Santos verificarão o cumprimento das normas. O órgão poderá aplicar autos de infração, que pode ter multa – entre R$ 700 e R$ 9 milhões – e, até, a cassação da licença do estabelecimento.

Leia mais AQUI.

A TRIBUNA


Comentários

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas