Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, e de Lojas de Conveniência, e de Empresas de Lava-Rápido e de Empresas de Estacionamento de Santos e Região – Sindicombustíveis Resan.

PostoCuidado faz parte da rotina

JUL 18, 2017

Como anda a operação e manutenção dos itens de segurança da sua empresa durante o abastecimento? Confira o Manual de Operações e veja os itens a serem seguidos.

Matéria publicada na edição de maio de 2017 da revista Postos & Serviços

Na noite de 8 de abril, um carro explodiu durante o abastecimento de GNV em um posto de combustível do Rio de Janeiro. Este acidente nos alerta para a seguinte pergunta: seja qual for o combustível utilizado, como anda a operação e manutenção dos itens de segurança da sua empresa durante o abastecimento?

O primeiro cuidado deve estar com os frentistas, que obrigatoriamente precisam utilizar Equipamentos de Proteção Individual (EPI) adequados, como o calçado com solado de borracha (não contendo pregos ou partes metálicas) e uniforme de algodão ou qualquer outro tecido não gerador de eletricidade estática.

A Norma ABNT NBR 15594-1 é considerada a bíblia para postos de combustíveis, pois estabelece os procedimentos mínimos para uma operação segura e ambientalmente adequada, assim como elaboração do plano de operação do posto revendedor, no que se refere ao abastecimento. O arquivo pode ser adquirido direto no site: www.abnt.org.br.

O item 5 especifica sobre as regras a ser seguidas durante o abastecimento de veículos. Só se deve iniciar quando não houver fonte de ignição na área de abastecimento e o motor do veículo estiver desligado. É proibido que clientes fumem próximo à bomba ou na pista. No caso de motocicletas e triciclos (item 5.2), o abastecimento não se inicia enquanto o motorista estiver sentado no veículo.

Manual de Operações
A Fecombustíveis, o Sindicom e o IBP desenvolveram um ‘Manual de Operações Seguras e Ambientalmente Adequadas em Postos de Serviços’, com base nas normas propostas pela norma da ABNT e demais itens de segurança. É um arquivo mais extenso, mas que detalha passo a passo os procedimentos de segurança. Para conferir na íntegra, acesse o site do Resan (Coluna Acesso Rápido – Manual de Operações). Veja, agora, os principais cuidados a serem observados durante o abastecimento:

Frentistas
- Devem revisar diariamente, ao início de cada turno, os procedimentos de emergência e suas correspondentes ações, de acordo com o Plano de Emergência do posto;
- Alertar os clientes sobre os principais cuidados a serem observados na pista, como:
a) Tráfego de veículos;
b) Abastecer somente veículos com motores desligados;
c) Proibição de fumar;
d) Proibição do uso de equipamentos eletroeletrônicos, eletromagnéticos ou celulares ligados na área de abastecimento (cobertura do posto);
e) Restrição de conversas e distrações.

Manutenção dos equipamentos
A aferição das bombas deve atender, na íntegra, as prescrições das portarias do Inmetro, referentes ao perfeito funcionamento dos equipamentos medidores de abastecimento instalados no posto. Para cada bico aferido, deve ser providenciado o devido registro do volume e combustível utilizado na aferição, no qual devem constar a saída e o retorno para o tanque subterrâneo do volume utilizado, nas mesmas quantidades. No caso de anormalidade constatada na aferição, o responsável pelo posto deve paralisar a utilização do equipamento e comunicar à empresa autorizada para a manutenção.

O posto que comercializa GNV é composto por estação de medição (onde é feita distribuição do gás para o posto); sistemas de compressão; tubulação de alimentação dos dispensers; e os próprios dispensers, que são as unidades de abastecimentos dos veículos, de medição do volume e da quantia a ser paga. Todos esses equipamentos também devem ser aferidos constantemente, por empresas especializadas.

Derramamento
Se houver derrame na pista, interromper imediatamente a operação, iniciando prontamente a remoção do produto derramado com material absorvente, que deve ser manuseado e armazenado adequadamente após sua utilização. O procedimento de resposta consta na norma ABNT NBR 15288.

Abastecimento
(todos os combustíveis)
- No caso dos veículos de passeio, verificar se o freio de mão está puxado;
- Motor e luzes de carros e motocicletas devem estar desligados, assim como qualquer acessório elétrico;
- No caso das motocicletas, solicitar que o cliente desça do veículo. Não abastecer se houver recusa e informá-lo cordialmente dos riscos de fogo se vazar combustível no motor;
- Durante o abastecimento, ficar atento à possibilidade de refluxo do combustível que pode provocar transbordamento pela boca do tanque. O motor das motocicletas, por exemplo, está posicionado logo abaixo do tanque. Portanto, um vazamento ou transbordamento pode evoluir para um incêndio, provocado pela temperatura do motor, ou por faíscas elétricas oriundas do seu acionamento/funcionamento.
- Verificar se não há pessoas fumando ou com possibilidade de abrir chama próximo ao abastecimento (raio de 7 metros);
- Não abastecer após o travamento da bomba;
- No caso de veículos com GNV deve-se localizar, dentro do compartimento do motor, o ponto de aterramento e conectar o fio terra.


Comentários

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas