Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, e de Lojas de Conveniência, e de Empresas de Lava-Rápido e de Empresas de Estacionamento de Santos e Região – Sindicombustíveis Resan.

Combustíveis: avança a incorporação da Zema pela Total do Brasil; BP e Bunge concluem fusão

3 DEZ 2019

EPBR
 

03/12/2019 – em jogo
Em expansão no país, a Total Brasil Distribuidora recebeu as autorizações da ANP para operar em bases de distribuição e por meio de filiais no Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo. Faz parte da incorporação do Grupo Zema, comprado pela Total, em 2018.

— A Total inaugurou seu primeiro posto com marca própria em agosto deste ano, incorporando 280 unidades do grupo Zema, principalmente, nos estados de Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso e São Paulo.

A Petrobras Biocombustíveis (PBio) pediu e a ANP cancelou a autorização para operação da usina de biodiesel de Quixadá (CE). A unidade tinha capacidade para produzir até 302 m³/dia do biocombustível e teve a sua desativação anunciada em 2016 — a planta estava hibernada desde então.

— Além de Quixadá, a PBio tem outras duas usinas em Candeias (BA) e Montes Claros (MG), com capacidade total de 1.309 m³/dia. A Petrobras informou que as unidades estão operando normalmente e não há planos para encerrar as atividades. A companhia tenta vender as usinas de Cadeias e Montes Claros.

A BP e a Bunge concluíram a criação da BP Bunge Bioenergia, joint venture que atuará nos mercados de etanol, bioenergia e cana-de-açúcar. “A BP Bunge Bioenergia é agora o segundo maior operador por capacidade de moagem no mercado brasileiro de etanol”, afirmou a empresa, em nota.

BR Distribuidora | Selma Fernandes assumirá, em 06 de janeiro, o cargo de diretora executiva de Gente e Gestão, ocupado atualmente pelo presidente da BR Distribuidora, Rafael Grisolia.

— Executiva tem formação em pedagogia, com MBA pela COPPEAD e mais de 25 anos de experiência na área de RH. Nos últimos 15 anos, atuou na área em empresas como a Editora Globo, Dentsply/Sirona Latin América e Coca-Cola Recife, Oi Telecomunicações e AGA-Linde.

Vazamentos | Fragmentos de óleo encontrados em Cabo Frio (RJ) não são compatíveis com o petróleo de origem venezuelana que afeta outras praias do Nordeste e Sudeste.

— Análise de cerca de 100 gramas do material feita pelo Instituto de Estudo do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM), ligado à Marinha. Informações do GAA, grupo que reúne a própria Marinha, Ibama e ANP. O Globo

BNDES | Banco vai vender participação na Petrobras em 2020, de acordo com informações do Valor Econômico. O cronograma para o ano que vem prevê a liquidação de posições da ordem de R$ 30,8 bilhões, considerando o valor vigente.

— Na agenda, além de parte da participação na Petrobras, estão uma segunda oferta de JBS, ações da Copel e as da Tupy. A primeira operação com a ações da JBS, programada para dezembro, pode atrasar, elevando a liquidação do BNDESPar em 2020, para R$ 38,8 bilhões.

— No caso da Petrobras, estão em análise para 2020 a liquidação de ações ordinárias, preferenciais e de ADRs, negociados nos EUA. Valor

Eletrobras | Empresa conseguiu reverter a liminar que impedia a incorporação da Eletrosul pela CGTEE. Críticos da operação afirmam que há risco de evasão fiscal na operação, o que a Eletrobras nega.

— Em debate no Sanado Federal, em setembro, o procurador-geral adjunto de Consultoria Tributária e Previdenciária do Ministério da Economia, Phelippe Toledo de Oliveira, afirmou que não há avaliação prévia da operação e eventuais abusos deverão ser analisados pela Receita Federal. Senado

Mansueto | O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse ao Valor que pretende ficar no cargo. Semana passada, o jornal publicou que ele havia manifestado a intenção de deixar o governo e o ministro Paulo Guedes agiu para reverter a decisão. Valor

Nuclear | O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse que o edital de licitação para retomada das obras da usina nuclear de Angra 3 será publicado no segundo trimestre de 2020. Segundo ele, o BNDES está finalizando estudos de viabilidade para permitir parceria privada no projeto.

— Com a presença de Bolsonaro, foi inaugurada na sexta (29) a 8ª cascata de ultracentrífugas da usina de enriquecimento isotópico de Urânio, na Fábrica de Combustível Nuclear, em Resende, no Rio de Janeiro.

Tarifas | Segundo Donald Trump, os EUA vão restabelecer a imposição e tarifas sobre aço e alumínio importados do Brasil e da Argentina. O presidente americano afirmou no Twitter que a medida tem efeito imediato e é uma resposta ao aumento de competitividade do agronegócio dos dois países, com a desvalorização das duas moedas.

— “O Brasil e a Argentina têm conduzido uma desvalorização maciça de suas moedas. O que não é bom para os nossos agricultores. Portanto, com efeito imediato, restaurarei as tarifas de sobre todo o aço e o alumínio exportado para os EUA, a partir desses países”.

— Trump acusa os países de estarem se aproveitando da força do dólar para ampliar a desvalorização de suas moedas.

— “O Federal Reserve também deve agir para que os países, que são muitos, não tirem mais proveito do nosso dólar forte, desvalorizando ainda mais as suas moedas. Isso torna muito difícil que nossos fabricantes e agricultores exportem seus produtos de maneira justa.”

Brent | As guerras comerciais de Trump, em especial a disputa com a China, e o noticiário envolvendo os planos da Arábia Saudita para o IPO da Saudi Aramco movimentam o mercado.

— Futuros do Brent chegaram a US$ 62,09 nesta segunda (2), alta de 1,67%, com informações da Reuters de que a Arábia Saudita vai pressionar por cortes mais profundos de produção em 2020, para garantir um preço mais elevado do óleo e valorizar a abertura de capital da Saudi Aramco.

“Outras duas fontes disseram que a última análise da Opep, realizada pelo Conselho da Comissão Econômica do grupo, apontou para grande sobreoferta e um aumento nos estoques no primeiro semestre de 2020 caso não sejam feitos cortes adicionais.” Reuters