Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, e de Lojas de Conveniência, e de Empresas de Lava-Rápido e de Empresas de Estacionamento de Santos e Região – Sindicombustíveis Resan.

Petrobras analisa adoção de hedge também para diesel

7 NOV 2018

Fonte: Valor Econômico

A Petrobras estuda estender os mecanismos de “hedge” (proteção) adotados para os preços da gasolina também para outros produtos, incluindo o diesel, disse nesta terça-feira (6) o diretor financeiro e de relações com investidores da empresa, Rafael Grisolia.

“De uma forma geral estamos num momento de curva de aprendizado [com o hedge de gasolina]”, disse o executivo.

Ele deu as declarações durante teleconferência com analistas para comentar desempenho da empresa, referente ao terceiro trimestre, anunciado hoje.

Campos terrestres

A Petrobras espera anunciar avanços nos processos de venda dos ativos terrestres e águas rasas até o fim do ano, disse Grisolia.

“Temos fases importantes nos campos de águas rasas e campos terrestres. Podem ter algum desenvolvimento em breve”, disse.

Ele citou também que a Petrobras aguarda o desfecho da negociação entre a Odebrecht e a LyondellBasell, para venda do controle da Braskem, para decidir o futuro da estatal na petroquímica.

“Antes do fim do ano alguns desses projetos podem ter anúncios”, afirmou.

Cessão onerosa

Segundo a diretora de exploração e produção da Petrobras, Solange Guedes, ainda não há uma previsão para conclusão do acordo entre a estatal e a União para revisão do contrato da cessão onerosa.

Ela explicou que a petroleira ainda aguarda a aprovação, no Congresso, do projeto de lei que estabelece as condições para a renegociação.

“Em paralelo, o CNPE [Conselho Nacional de Política Energética] recomendou ao MME [Ministério de Minas e Energia] o envio da minuta desse contrato ao TCU [Tribunal de Contas da União]. O TCU está de posse desse documento, precisamos aguardar o pronunciamento do TCU. Não temos ideia de timing para isso”, afirmou.